É a única explicação imaginável para tantos erros ultimamente.

Vamos começar pelo lançamento do próprio N900. Ele foi oficialmente lançado em 10 de novembro de 2009. Para qualquer pessoa com um mínimo de bom-senso, isso significa que no pior dos casos se eu fosse numa loja no dia 11 de novembro já encontraria o aparelho (claro, numa loja em algum dos mercados onde o aparelho foi lançado).

Mas não. Levou quase um mês para aparecer de verdade. Uma boataria sem tamanho se formou em cima desse atraso, citando até problemas de hardware/software. E até hoje não se sabe de verdade o que provocou o atraso.

Aí, com o aparelho no mercado, lá tem um ícone para a Ovi Store. Ao você pressionar o ícone, é direcionado para uma página que diz “em breve”. Se o site não estava pronto, e foi necessária uma atualização no firmware do aparelho para que pudesse ser acessado, pra que colocar o ícone lá inicialmente?

Eu tenho plena consciência de que portar uma aplicação para o Maemo não é algo simples, principalmente quando ela foi originalmente escrita para outro sistema operacional. Mas então não fizesse alarde com o Ovi Maps! Deixasse bem claro que o programa não era o mesmo dos aparelhos Symbian.

A última pataquada da Nokia em relação ao Maemo é, novamente, com a Ovi Store. Eles não conseguem colocar conteúdo pago na loja. Ou melhor, até conseguem….mas não conseguem evitar que seja feito o download e a instalação sem que se pague pelo produto. Por isso que o pacote de níveis extras do Angry Birds foi removido. E é também por isso que o Sygic ainda não está por lá! A empresa já mandou o programa de navegação para a Nokia colocá-lo na loja….tem quem diga que isso aconteceu em 14 de janeiro.

E agora há uma empresa que faz jogos para iPhone, que resolveu testar o mercado do Maemo. E simplesmente não consegue colocar seus jogos na Ovi Store, e ninguém da Nokia responde os e-mails deles. E eles ainda brincam com a facilidade que é colocar os aplicativos na “outra loja”.

Querida Nokia….não adianta você copiar uma ideia se não consegue fazê-la funcionar corretamente. Não tente fazer algo que você não sabe/consegue, pois pode acabar queimando aquilo que você faz bem. Ou pelo menos fazia.

Mas se você acha que apenas a matriz da Nokia faz besteiras, está enganado. As filiais também.

Se é assim que a Nokia pretende tratar a “comunidade” com a abertura do Symbian, sinto informar: fracassarão miseravelmente.