Há várias formas de copiar arquivos: usar um cartão de memória como “meio de transporte”, via bluetooth, através do cabo USB ou ainda através da rede (interna, conectando o aparelho num roteador por wi-fi, ou ainda pela internet usando a conexão de dados da operadora).

O uso do cartão dispensa comentários….o único problema dele é a mão de obra, já que precisa copiar os arquivos da memória interna do aparelho pro cartão, tirar o cartão, colocar no computador e por aí vai.

Usar o cabo também vem com alguns inconvenientes, como ser obrigado a selecionar no aparelho o modo que ele deve operar (PC Suite ou modo pendrive), dependendo do modo de operação apenas o cartão de memória estará disponível, ou então programas poderão deixar de funcionar (ou apresentarem erros) se precisarem acessar a memória interna, além de te obrigar a carregar sempre o cabo (o que não é de tudo má idéia, já que aí aproveita pra recarregar a bateria também).

O bluetooth é lento, e nem todo computador tem. Além do que selecionar vários arquivos pra enviar é um processo um tanto quanto entediante (e talvez nem seja possível).

Resta usar a rede (local ou internet).

Há duas formas de acessar o aparelho através da rede: via SSH ou através de FTP. Usando o segundo é simples…dá pra usar o próprio navegador para acessar o aparelho (mas o ideal é utilizar um programa de FTP mesmo).

Via SSH é o meu modo preferido, pois assim não preciso manter mais serviços rodando, além de ser mais seguro. Mas para acessar via SSH é necessário usar programas específicos no lado cliente (o computador). Na minha instalação GNU/Linux eu uso o gFTP (deve estar disponível nos repositórios de todas as distribuições). Para o Windows, quando necessário utilizo o WinSCP. E no Mac encontrei o Cyberduck, mas não tenho condições de dizer que é bom ou não (se algum usuário de Mac tiver outro programa para recomendar, é só deixar um comentário).