Já parou para se perguntar como é que o N900 coloca as músicas no Media Player automaticamente? Ou como as fotos aparecem no aplicativo correspondente?

Simples: existe um processo rodando em segundo plano, que fica monitorando diretórios específicos e cadastrando o que ele encontra nos devidos lugares. Se você abrir o terminal (ou via SSH), poderá verificar a existência dele digitando o comando abaixo (o “~ $” não faz parte do comando…ele é útil para identificar em qual diretório estamos, que é o “~”, também conhecido como “home”, e como usuário comum, identificado pelo dólar, “$”…se estivéssemos como root, o símbolo seria a cerquilha, “#”):

~ $ ps -ef | grep trackerd
 1138 user     33120 S N  /usr/lib/tracker/trackerd
 8265 user      2092 S    grep tracker

Existem alguns comandos que podem ser usados no terminal para verificar informações sobre o processo rodando. Por exemplo, ao usar o “tracker-stats” tenho este resultado:

~ $ tracker-stats
Statistics:
  Applications = 98
  Documents = 29
  Files = 2269
  Folders = 154
  Images = 145
  Music = 1886
  Other = 39
  Playlists = 0
  Text = 13
  Videos = 3

Não consegui encontrar lá muitas informações sobre todos os comandos, mas todos os que se iniciam com “tracker” fazem parte do “pacote todo”….para vê-los, basta digitar “tracker” e dar um (ou mais) TABS, para o auto-complete.

Mas há também uma configuração para o serviço, que fica no arquivo “tracker.cfg”, no diretório “/home/user/.config/tracker”. Ali é possível configurar os diretórios que serão monitorados, assim como várias outras opções, como desabilitar o serviço caso o aparelho esteja rodando na bateria (para poupá-la), por exemplo. Todas as opções do arquivo possuem uma boa explicação nele mesmo.

Para essas configurações serem ativadas, teoricamente só seria necessário reiniciar o daemon (o trackerd), mas segundo alguns relatos no fórum do Maemo.org só a reinicialização do aparelho é que faz isso. De qualquer forma, para reiniciar o serviço, é simples:

~ $ ps -ef | grep trackerd
 1165 user     34100 S N  /usr/lib/tracker/trackerd
 1548 user      2088 S    grep trackerd
~ $ kill 1165

Perceba que 2 comandos foram dados (como usuário comum): o “ps -ef | grep trackerd” e o “kill”. O primeiro foi para descobrir a identificação do processo do trackerd, que é o número da primeira coluna, e o segundo para efetivamente matar o processo.

Para iniciá-lo novamente, é só usar este comando:

~ $ /usr/lib/tracker/trackerd &

O “e comercial” (&) do final do comando é extremamente importante! Quando você roda um programa no GNU/Linux, normalmente ele fica rodando até você dar um Control + C (caso o comando não seja do tipo “execute algo e termine”, claro). Mas isso significa que o terminal que você usou para iniciar o programa ficará “travado” nele, sem poder ser utilizado para outra coisa! E se fechar o terminal, o programa será terminado. O “e comercial” faz com que o programa passe a rodar em segundo plano, liberando o terminal (e impedindo que o programa seja terminado ao fechar o terminal).