Arquivo por categoria foto

Panorama, mais um programa para fotos

Fotos panorâmicas são aquelas fotos mais compridas, nos quais mais detalhes aparecem. Já foi falado aqui sobre o Morpho Quick Panorama, que era uma versão demo (e que depois teve uma versão completa lançada, mas por ser um aplicativo pago, indisponível no Brasil).

Ele tem uma limitação, que é o tamanho da foto: a altura é de no máximo 480 pixels. Ou seja, você fica com uma foto aquém da capacidade do N900.

Mas há um novo programa para tirar fotos panorâmicas na Ovi Store, e gratuito. E o que chama ainda mais a atenção: da própria Nokia! Quem diria que a Nokia faria algum programa para o N900…..deve ser por isso que tá chovendo tanto ultimamente.

Mas infelizmente ao tentar acessar a página dele na loja, recebo aquela linda mensagem de que o programa não está disponível para o meu país. Só que eu não desisto facilmente, e com a ajuda do Tor é tranquilo instalá-lo!

Outra forma de instalar o programa é através da linha de comando e usando o aptitude, que é um “substituto” do apt-get. Sobre ele vale a pena falar em outro texto, portanto só vou dar os comandos (execute-os como root, e, obviamente, depois de ter instalado o aptitude dos repositórios):

aptitude update
aptitude install panorama

Graficamente ele é muito mais interessante que o Morpho, e me pareceu também mais útil! Infelizmente uma captura de tela dele é meio impossível, pois nada seria mostrado (já que na tela estaria a imagem exibida pela câmera, e isso não é capturado, ficando um quadro preto).

A utilização é simples. Quando aberto, vai exibir a imagem da câmera, e no canto inferior uma barra mostrando o progresso da panorâmica. Assim que você pressionar o botão de foto, a primeira imagem será capturada. Assim que o programa avisar, mova-se para qualquer um dos lados (ele vai identificar para qual lado você se moveu), e assim que chegar no ponto correto, automaticamente tirará a próxima foto! Será mostrada na tela um identificador visual de onde é esse ponto correto.

Quando tiver finalizado, pressione novamente o botão da câmera. E aí aguarde até que o processamento da foto seja finalizado (é demorado).

Comparando o resultado da foto do Panorama com o do Morpho, diria que o programa da Nokia é superior! Principalmente pelo fato da foto não ser “diminuída”.

Mas o mais interessante de tudo não é o programa em si, mas que é um programa feito pela Nokia. Quem sabe não venham mais coisas boas por aí….

Comparativo de fotos

O N900 possui um programa para tirar fotos que não é uma maravilha. Muitas pessoas dizem que o N95 tira fotos melhores. O motivo para isso não é a lente, já que ambos os aparelhos contam com lentes de 5 megapixels Carl Zeiss. A diferença é o pós-processamento da imagem.

Neste momento o aparelho conta com 3 programas para tirar fotos mais conhecidos: o nativo, o FCamera e o BlessN900. Este último não foi feito para tirar fotos “normais”, apesar de ser possível. Com ele o ideal é apenas tirar a foto no formato RAW, e depois processá-la.

O formato RAW é um formato especial de foto: ele é como se fosse o antigo negativo. É a imagem crua da forma como foi captada pelo sensor. Para quem gosta de fotografia e sabe tratar uma imagem, ter uma foto nesse formato é o paraíso. Para meros mortais, não é lá tão útil… :)

Estas 3 imagens foram feitas com segundos de intervalos (apenas o tempo necessário para fechar um programa e abrir o outro), com as configurações padrões dos programas:

Teste estacionamento 1 Teste estacionamento 2 Teste estacionamento 3

(clique para abrir em tamanhos maiores)

A primeira imagem foi tirada usando o BlessN900. A segunda o FCamera e a terceira o programa nativo. Logo de cara dá pra perceber que a foto tirada pelo Bless não ficou boa. Ela parece estar borrada, como se tudo que está ali fosse de plástico.

A maior diferença rapidamente notada entre as outras duas é a claridade. Com o programa nativo a foto ficou mais clara. Mas há outras diferenças. Note o telhado das casas: as telhas ficaram mais nítidas no programa nativo.

Como já dito, essas fotos foram tiradas usando as configurações padrão dos programas, tudo no automático. É claro que alterando alguns parâmetros podemos melhorar consideravelmente as imagens….mas ninguém vai poder ficar ajustando configurações sempre!

O próximo comparativo será entre fotos HDR.

O que é HDR?

Essa é uma sigla que está muito em moda agora. O High Dynamic Range é uma técnica utilizada prioritariamente em fotografias, mas também pode ser usada em filmes. A teoria é um pouco chata, então vamos explicar na prática: são tiradas algumas fotos, com exposição variada, e depois elas são unidas numa única foto (essa explicação é, digamos assim, apenas para entender, pois na prática acontecem mais coisas).

Por que variar a exposição? Porque isso permitirá pegar detalhes da foto que são escuros e também detalhes que são claros. Se a exposição for longa a ponto de pegar os detalhes escuros, os claros sairão extremamente claros (estourados). Se a exposição for curta para não estourar as partes claras, os detalhes escuros não sairão.

Ao unir todas as imagens numa só teremos os detalhes escuros das fotos com mais exposição unidos aos detalhes claros das fotos com menos exposição, resultando numa imagem onde tudo terá bons detalhes!

Aqui temos um exemplo:

20100913_002.jpg HDR_2010913_1718.jpg
(elas foram tiradas com segundos de intervalo)

A foto da esquerda foi tirada pelo programa de foto padrão do N900, com todas as configurações automáticas. Já a foto da direita foi tirada usando o HDR Capture, com uma configuração de 3 fotos (o resto tudo automático).

Algumas coisas ficaram melhor na foto “padrão”, como por exemplo os detalhes da parede verde da construção na esquina, onde se percebe o padrão da sujeira nela! Mas outras coisas ficaram absurdamente melhores na foto em HDR, como os prédios no horizonte mais próximos ao sol, à direita. Há prédios que na foto “padrão” sequer dá pra perceber que existem, enquanto que na foto em HDR estão nítidos.

Isso sem contar o próprio céu, que aparece como um borrão branco numa e com todo o degradê azul na outra.

O HDR Capture existe graças ao novo driver da câmera, comentado aqui. Na verdade são 3 programas criados como exemplos de uso da biblioteca mas que acabaram se tornando projetos reais: HDR Capture, Lowlight e FCamera, todos disponíveis no repositório extras-devel.

Acredito que tenha ficado claro que o HDR Capture pode produzir belas fotos, mas não serve para todas as ocasiões. O principal motivo para isso é que para ele funcionar corretamente é preciso tirar mais de uma foto, e caso você não esteja com o aparelho firmemente apoiado em algo, o resultado pode ser uma imagem tremida. E fotografar objetos em movimento também não é muito inteligente, caso o próprio objeto seja o foco principal.

Além do que o processamento das fotos pode demorar um pouco: a imagem acima levou cerca de 30 a 40 segundos. E isso consome CPU, e consequentemente bateria (sem considerar o fato de que enquanto está processando não dá pra tirar outra foto).

Um lugar com boas informações sobre o HDR é este site aqui.

Projeto novo: AutoUPhoto

Enquanto não termino o BlockOut, muito mais devido a bloqueios criativos que outra coisa (acha que é fácil desenhar a tela de um jogo?), estou tocando mais um programinha para uma função pra qual não há alternativa (ou pelo menos eu não conheço): subir fotos automaticamente para um serviço de compartilhamento.

Como “subir automaticamente” eu digo automaticamente MESMO! O processo de mandar fotos para algum lugar no N900 é fácil e simples, mas irritante se você tem muitas fotos. Além de ser necessária intervenção do usuário. O que eu quero é bem simples: tirei a foto, ela teve as tags de georeferência marcadas, sobe pro servidor. Sem selecionar nada, clicar nada…tudo automático e transparente.

Como eu uso o Flickr, estou inicialmente fazendo apenas para ele, mas tenho a intenção de fazer também para o Picasa.

O funcionamento do programa não é assim tão simples, pois ele é dividido em 3 partes: uma interface gráfica para configuração (que ainda está extremamente crua e conta com apenas 3 botões), um processo rodando em segundo plano para receber as notificações de novas fotos, e um outro processo que deve ser iniciado quando há alguma foto nova a ser enviada.

O processo que fica “escutando” por novas fotos está funcionando. Não do jeito que eu gostaria, mas infelizmente não encontrei outra forma. Ele vai ser avisado sobre qualquer imagem nova no aparelho…mas mais pra frente penso em colocar uma configuração para dizer quais diretórios devem ser considerados.

Esse processo, quando recebe o evento de nova imagem, chama o outro processo responsável por fazer o upload.

Isso foi pensado para diminuir a quantidade de memória necessária para o programa rodar. Enquanto ele estiver apenas esperando por uma imagem ocupará muito pouco. Além de não ter processamento envolvido (portanto, sem grandes consumos de energia).

Neste momento eu já faço a autenticação do programa com o Flickr, inicio e finalizo o serviço de escuta (ainda manualmente), e faço o upload das imagens. E também ligo o GPS para pegar as coordenadas caso a foto não as tenha.

Ainda há bastante trabalho a se fazer, principalmente na interface gráfica.

FCamera

O FCamera é um programa disponível no repositório extras-devel que é usado para tirar fotos ao invés do programa nativo do N900.

A Nokia, em conjunto à Stanford University, criou uma nova plataforma para fotografias. Na prática isso significa uma nova API para que desenvolvedores criem programas de acesso à câmera do aparelho.

E o FCamera é apenas um exemplo de uso dessa API. A instalação do programa requer a instalação de um outro pacote, separado: fcam-drivers (também disponível no mesmo repositório). O problema é que esse pacote é incompatível com o BlessN900 (portanto para usar o FCamera é preciso remover o BlessN900).

O programa, mesmo sendo apenas um exemplo, é muito poderoso!! Permite fazer diversas configurações que o programa nativo não deixa, como definir ONDE será o foto na imagem (uma coisa que eu acho que seria básico em qualquer aparelho com tela sensível ao toque e uma câmera decente).


o “quadro” preto nas imagens é na verdade o que a câmera está focalizando, mas foi uma captura de tela a imagem não é capturada também

Mas um “detalhe” deve ser considerado antes de adotar este programa como padrão para o seu aparelho: ele tira fotos no formato Adobe DNG, que é um dos tipos de fotos no chamado RAW. Isso significa que a foto não possui tratamento NENHUM! Ela está rigorosamente igual a como foi capturada pelo sensor da câmera (além de grande….uma foto que tirei ficou com 10MB de tamanho). Isso significa que toda foto tirada por esse programa de exemplo precisará passar por um tratamento.

Ainda assim, particularmente, acho algo muito interessante, pois abre diversas possibilidades para o N900, como o suporte à câmera no NITDroid, ou quem sabe filmagens em HD (caso se descubra de uma vez por todas se o hardware do N900 tem essa capacidade ou não).

E também como um “detalhe”, vale copiar o que disse Kari Pulli, da Nokia:

The N900 is a camera phone, but it runs a version of Linux almost as complete as that installed on personal computers

Em português:

O N900 é um câmera-fone, mas ele roda uma versão do Linux quase tão completa quanto as instalados no computadores pessoais

E o texto original destaca, logo depois:

For this reason, it was chosen as the host device for the Fcam platform.

Por essa razão, ele foi o escolhido para ser a base da plataforma Fcam.

fonte: Nokia Conversations

Um scanner no N900

Nada melhor que um vídeo para explicar o que é o programa.

Ele está no repositório extras-devel.

fonte: The MeeGo Blog

Ansel-A e Classic Print: editores de fotos

Mais dois programas “fotográficos”, depois do BlessN900. Mas estes são para editar fotos previamente feitas.

O Classic Print, como o nome indica, serve para dar um ar de foto velha. Ele possui diversas configurações que podem ser feitas na foto. Aqui há um exemplo de vários efeitos que apliquei na foto (à esquerda a original):

20100425_001.jpg Utilização do programa Classic Print

Você abre o programa, seleciona a foto, e começa a aplicar os efeitos.


Já o Ansel-A é um programa com ares mais profissionais, para retocar imagens, como alterar as cores, rotacionar a foto, ajustar contraste, brilho, saturação e afins.


O Ansel-A está disponível no repositório extras-devel. Já o Classic Print, até o momento em que escrevo este texto, não estava pois o autor ainda não tinha recebido autorização para subir arquivos para os repositórios. Para instalá-lo, é preciso baixar o arquivo .deb e usar a linha de comando (dpkg -i nome_do_arquivo.deb, como root).

Acredito que uma pessoa com dotes artísticos seja capaz de fazer coisas excepcionais usando a câmera, o Ansel-A e o MyPaint!

BlessN900: uma bênção para a câmera

O BlessN900 é um programa utilizado para tirar fotos em condições especiais, nas quais  o aplicativo nativo não daria um bom resultado.

Ele possui 3 configurações possíveis. A primeira permite tirar fotos com pouca luz com um resultado excepcional, como no exemplo abaixo. A primeira foto foi tirada com o aplicativo nativo de foto, no modo automático. A segunda no modo noturno, também com o programa nativo. E a terceira tirada com o BlessN900.

20100611_002.jpg 20100611_003.jpg 20100611_001b.jpg

As 3 fotos foram tiradas do mesmo lugar, com o N900 firmemente posicionado, e sem que nenhuma iluminação extra aparecesse em alguma das fotos, exceto na segunda na qual o flash foi disparado.

Impressionante, não?

Os outros dois modos de operação do BlessN900 são um modo de zoom digital, que não testei, mas promete fazer uma foto mais nítida. E um outro modo onde há uma fonte muito forte de luz que acaba ofuscando o resto da imagem, como quando o sol aparece. Há alguns bons exemplos no site.

Para baixar o programa vá ao endereço, pelo navegador do N900, e faça o download do aplicativo. Não será cadastrado nenhum repositório! O download será direto do arquivo .deb, que após baixado será automaticamente instalado.

Ele não é integrado ao aparelho! Para usá-lo é preciso abrir a lente da câmera, fechar o programa nativo, ir até o menu e abrir o BlessN900.

Em tempo: Bless é um atalho para BlurLess (menos borrado).

Foco manual

Há um interessante programa que permite fazer o foco manual durante a gravação de filmes e também ao tirar fotos. Eu particularmente espero que esse programa ajude algumas mentes mais brilhantes para algumas melhorias no software da câmera, como por exemplo permitir fazer o foco selecionando um ponto na tela, ao invés de usar sempre o meio da imagem.

Ele também permite ligar e desligar os leds (para uma melhor iluminação) e também controlar a luz vermelha acesa quando se inicia uma filmagem.

Este vídeo mostra o programa em funcionamento:

O que ele faz é acrescentar um menu na área de estado (ali onde fica o relógio e ícones do sistema), com duas opções, mostrados na primeira figura abaixo. O teclado indica se o foco e os leds são controlados pelo usuário ou não (teclado com sinal verde indica tudo automático, e teclado com sinal vermelho fica a cargo do usuário os ajustes). E a imagem ao lado dele é para mostrar os controles na tela, para utilização com o teclado fechado.

As teclas que podem ser usadas são estas:
Q,W: ligar/desligar o led
E,R: ligar/desligar a luz vermelha
A,S: altera o foco
D: corrige uma pequena alteração de foco que acontece às vezes ao pressionar o botão da câmera. Pressione D, ajuste o foco com A/S, e o foco selecionado não mudará ao pressionar o botão da câmera

As teclas de volume, quando os ajustes são por conta do usuário, também servem para alterar o foco (ao invés do zoom).

Para instalar você deve baixar o arquivo .deb no tópico dele no Maemo.org. Não é preciso ir até o terminal….basta abrir o arquivo que ele automaticamente abrirá o Gerenciador de Aplicativos e o instalará.

Convém ressaltar que as opções aparecerão na área de estado apenas quando a lente da câmera estiver aberta!

Gosta de desenhar? Use o N900!

O MyPaint é mais um programa GNU/Linux portado para o N900. Ele não é um simples programa de edição de imagens, mas sim um para se fazer imagens. Estes são dois exemplos (há mais na galeria do programa):

Portanto se você tem dotes artísticos e um N900, pode fazer muita coisa boa nos momentos de ócio. Claro que as imagens acima foram feitas num computador, o que significa muito mais espaço para desenhar do que na tela do N900. Mas servem perfeitamente para mostrar o que o programa permite.

A instalação dele no N900 não é muito simples. Requer alguns passos no terminal do aparelho.

Leia mais $raquo;