Arquivo por categoria geral

O insucesso da Ovi Store

Há vários problemas com a Ovi Store. O primeiro e mais crítico é a própria usabilidade do site. Você quer fazer o download de um programa, então visita o site do seu computador. Inicia a sessão na loja, localiza o programa, e tem um botão ali do lado para “enviar para o seu celular”. Maravilha!! Clica nele, aparece uma tela confirmando o seu número e logo depois vem um SMS.

Aí você vai pensar que é um link para o download, certo? Errado. É o link para a página do programa. Você vai até lá, no seu celular, e clica no botão “download”. Ôpa, ainda não! Você precisa se autenticar primeiro. Digita usuário, senha, e ao invés de ir direto pro download você volta pra página anterior onde tem que clicar DE NOVO no botão.

Agora vamos a algumas perguntas: porque me autenticar para baixar um programa gratuito? Não seria muito mais simples baixá-lo direto? Se eu quisesse um histórico do que baixei, aí me autenticava.

Se eu mandei o link pro celular, e já estava autenticado no computador, porque autenticar de novo? O próprio link já não poderia ter alguma informação me identificando, para que não precisasse fazer tudo de novo no celular (ei…sou programador….isso se faz com uma mão nas costas)?

E por enquanto estamos apenas na usabilidade (ou falta de, no caso). Mas que já responde por uns 60% a 70% do insucesso dela (a facilidade de uso de algo é proporcional à chance de que alguém volte a usar).

O conteúdo…..ahhhh o conteúdo. Ou melhor, a falta de conteúdo!! Enquanto os usuários de N900 americanos, europeus, e porque não asiáticos esperam pelo nível 4 do Angry Birds, nós da Terra Brasilis não temos sequer um aparelho com o idioma nativo de fábrica, o que dizer de conteúdo pago!

Parece que a Nokia desconhece o fato das pessoas terem cartão de crédito internacional, ou talvez nunca tenha ouvido falar em Paypal. Globalização deve ser uma palavra extra-terrestre pra eles.

Mas outro motivo de insucesso da loja é o tipo de programas que lá se encontram. Um texto do Maemo.org foi muito feliz nisso. A Ovi não aceita programas escritos em Python, e não há um motivo claro para isso.

Fizeram um levantamento e perceberam que 1/3 de todas as aplicações estáveis (que estão no repositório extras) são feitas em Python. O mais interessante é que o PyMaemo, uma biblioteca que permite acesso a coisas específicas do Maemo pelo Python é da própria Nokia! Assim como o PySide, que é uma biblioteca Qt para Python (a outra é a PyQt).

Novamente o que parece é que as áreas da empresa não conversam entre si.

O que o conselho do Maemo.org quer é que a Nokia explique porque não é possível colocar programas em Python na Ovi Store, e talvez trabalhar junto para que os possíveis problemas possam ser resolvidos.

Do contrário a Ovi Store continuará sendo o que é hoje: praticamente um nada.

MaemoBrasil.org

Hoje vi a notícia no BR-Linux sobre o portal MaemoBrasil.org.

Eles estão procurando por novos autores. Este é o anúncio feito:

Se além de gostar de escrever, você gosta de tecnologia, de linux e tem o Maemo 5 SDK instalado em seu computador ou acesso a um Nokia N900 venha fazer parte de nossa equipe. Nosso projeto para com o MaemoBrasil.org não é de apenas mais um blog sobre o Nokia N900, já existem muitos e de qualidade. Desejamos fazer do MaemoBrasil.org um ponto de encontro e uma referência para todos os usuários brasileiros deste maravilhoso sistema operacional.

Os que desejarem participar do projeto, devem solicitar um login e senha através da página de contatos localizada no menu superior do site. Enviaremos os detalhes para acesso e seu início imediato na publicação de novos artigos no MaemoBrasil.org.

O mais importante é divulgar o que há de novo, útil e interessante para os usuários, seja com longas resenhas ou com um pequeno resumo, usando telas, vídeos e sempre citando os artigos originais quando aplicável.

Em virtude do surgimento desse portal, estou pensando em encerrar o fórum daqui e, quem sabe, o blog. O motivo é simples: eu particularmente acho burrice existir uma fragmentação de informações, obrigando as pessoas a procurarem em diversos lugares.

Até porque muitas das coisas que coloco neste espaço são obtidas da leitura do T.M.O., que qualquer pessoa pode fazer. É claro que isso gera um trabalho extra, pois eu tenho como diretriz primária não fazer apenas uma tradução, mas sim uma interpretação do texto. Acho que neste blog nunca houve um único texto traduzido pelo Google.

Ainda vou pensar….enquanto isso sigo com meu projeto de porte do Blockout, em Python, para o N900!

Pacote Português do Brasil promovido

Como dá pra ver na imagem abaixo, o pacote com os textos em Português do Brasil já está disponível no repositório extras.

Obrigado a todos que votaram para a promoção!

Eu já notei alguns problemas com algumas traduções (a mais evidente é o Gerenciador de Aplicativos, que no menu do aparelho aparece cortado). Essa e outras correções serão feitas com o tempo, e subidas para o Maemo.org. Pelo que entendi, novos pacotes não precisam mais passar pelo processo de votação, então a atualização será mais tranquila, sem ter que habilitar os repositórios devel e testing.

Agora só falta eu descobrir como colocar uma imagem para o pacote para que apareça melhor no site! :)

Uma observação importante: estas traduções referem-se única e exclusivamente ao programas nativos do N900! Os outros programas, cada um deles, é que devem ter suas mensagens traduzidas, ou pelo menos disponibilizadas pelo desenvolvedor.

Carregador solar para o N900

Interessado?? O preço: € 12.99. O frete? Grátis. O local? Aqui.

Agora voltemos para a realidade. Não há especificações técnicas. Apenas uma resposta a um questionamento de um possível cliente dizendo que o aparelho conta com uma bateria interna, e que o carregador na verdade faz a carga dessa bateria, que fornece a energia para o N900 quando ele é conectado.

Na verdade o recarregador solar não é apenas para N900. Deve ser para todo e qualquer aparelho que tenha um plugue micro-USB para recarga…e pela foto talvez outros plugues também sejam aceitos.

Esse site na verdade vende uma diversa gama de produtos para o N900, como canetas, carregadores, e até itens de hardware, como o falante do telefone.

Porém, eu não garanto a confiabilidade dele!

Cuidados com películas protetoras

Antes uma ressalva: o texto não trata de películas específicas e não serve para indicar uma ou outra, até porque não fala de marcas. Este texto é apenas para mostrar possíveis problemas que elas podem provocar.

A tela do N900 é grande, portanto muito suscetível a sujeira, riscos e arranhões. Mas colocar uma película protetora pode trazer mais problemas que soluções. Eu particularmente não uso película alguma. Apenas tomo cuidados básicos com o aparelho, como não o deixar cair, sempre manter a tela para cima (evitando contato com a mesa, por exemplo), e mantenho o aparelho sozinho no bolso (chaves e moedas são as maiores causas de acidentes).

A qualidade da película deve ser levada em muita consideração, pois se ela for do tipo que usa alguma cola para aderir à tela, na hora de retirá-la o resultado pode ser catastrófico.

Há mais dois pontos extremamente importantes que devem ser considerados: a espessura da película e os orifícios.

A espessura irá influenciar diretamente o uso do aparelho, visto que se ela for muita grossa você terá que fazer mais força na tela do aparelho. Vamos lembrar que ele usa uma tela resistiva, o que significa que só responde à pressão. Quem usa a canetinha sabe que basta encostá-la para que o N900 responda ao toque….mas com uma película grossa pode ser necessário pressioná-la mesmo. E se a pessoa não tiver bom senso, pode acabar riscando a tela do mesmo jeito.

Os orifícios podem parecer num primeiro momento algo meio idiota para se pensar. O único que importa seria o que fica na saída do falante que se coloca no ouvido. Porém o N900 conta com 2 sensores na sua superfície, além da câmera secundária.

A qualidade da câmera já não é lá essas coisas (até porque ela é apenas VGA, então querer exibir algo 640×480 numa tela que é 800×600 obviamente provocará distorções e granulações), mas colocar algo na frente dela pode só piorar as coisas.

Mas o pior pode acontecer em relação ao sensores. Um dos sensores é de luminosidade, que controla o brilho da tela. Se colocar uma película muito escura, o sensor pensará que está num ambiente de pouca iluminação e deixará o brilho baixo….resultado: dificuldade em enxergar o que está na tela!

Esse sensor é mais poderoso do que se pode imaginar. Basta lembrar do aplicativo que o usa para medir a luminosidade do ambiente. Portanto qualquer coisa na frente dele interfere na leitura.

O outro sensor é o de proximidade, responsável por desligar a tela quando o telefone é colocado próximo ao rosto para se falar nele….afinal de contas ninguém quer apertar botões na tela com a bochecha enquanto conversa com alguém, não é mesmo? E acho que seria meio difícil conseguir apertar botões com a língua (através da bochecha…não sejamos anti-higiênicos) ao mesmo tempo que fala.

Colocar uma película muito escura ou muito grossa pode fazer esse sensor deixar de funcionar corretamente, e achar que o aparelho está permanentemente colado ao rosto, portanto deixando a tela sempre desligada.

A luz de notificação pode também sofrer um pouco, caso o usuário goste de ver a situação do aparelho através dela, se a película não deixar luz suficiente passar. Mas neste caso não haveria mal-funcionamento algum.

Nestes tópicos do fórum podem ser encontradas informações sobre películas específicas.

Nexus One sem rádio?

Hoje em dia todos sabem das deficiências do N900, que acabaram supridas pela comunidade, como MMS, toques personalizados para cada contato…mas acabei de ver um texto no Unwired View que diz que o Nexus One, o tão aclamado celular do Google (e que parece ter sido uma decepção em vendas) também não tem rádio….mesmo tendo o hardware necessário!

Segundo o texto, o próprio Google deixou claro que a comunidade deveria cuidar do assunto, pois eles nada fariam.

Mas o que realmente chamou a atenção foi o fato do texto dizer que “meses” depois um usuário conseguiu crackear o kernel do aparelho e criar um personalizado que permite utilizar o hardware.

Aí me lembrei que no anúncio do N900 foi dito que ele teria o transmissor FM, mas não falava nada de rádio. E a pergunta mais feita foi: ele não virá com rádio? Antes mesmo do lançamento oficial (para o público em geral) já existia o aplicativo para ouvir rádio no aparelho. E feito por um usuário.

Então surge a pergunta fatal: será realmente que os aparelhos com Android são tão “abertos” quanto o N900?

Que o N900 não é totalmente aberto é óbvio…há alguns programas dele que não possuem o código-fonte liberado (navegador nativo, câmera, controle de bateria), mas o único caso em que foi necessário hackear o aparelho foi na criação de kernel alternativo para coisas que o aparelho originalmente não faz, como overclocking e instalação de outro sistema operacional. E ainda assim chamar isso de hackear é um pouco forçado, já que até onde consta o kernel do N900 tem seu código-fonte aberto.

A Nokia está deixando muito a desejar quanto ao suporte ao aparelho, mas uma coisa é fato: ela deu mais apoio ao N900, que é apenas mais um dentre centenas para a empresa, do que o Google ao seu único aparelho.

E também me parece cada mais claro que a Nokia realmente perdeu uma enorme oportunidade com esse aparelho, que talvez não tenha outra vez. O ramo de tecnologia não permite (e não perdoa) uma sucessão de falhas…..a Palm que o diga….

Português do Brasil: novo pacote

Agora já é possível instalar a tradução através do próprio Gerenciador de Aplicativos.

Quem já tem o pacote instalado, basta ir no Gerenciador e mandar atualizar. Não é preciso fazer nada no terminal.

Por enquanto ele está no extras-devel. Mas em pouco tempo pretendo promovê-lo para o extras. O pacote foi promovido ao repositório extras-testing. Mas para ir ao extras é preciso votar nele.

N900 em Português do Brasil

Atualização: antes de fazer qualquer procedimento descrito neste texto, leia aqui!

Estava a algum tempo traduzindo as mensagens do N900 para o Português do Brasil. Com o lançamento dele no país havia a esperança (pequena, claro), de que algo oficial fosse feito. Mas como esperar algo decente da Nokia hoje em dia é perda de tempo, resolvi continuar o trabalho.

Bem….não está perfeito, há erros, e por enquanto é necessário ir até o terminal para instalá-lo. Eu ainda não consegui gerar o pacote da forma correta, e na instalação através do Gerenciador de Aplicativos ele dá erro. Mas como dá pra ver nas imagens abaixo, é “pt-BR”:

Você deve baixar o arquivo daqui, e instalá-lo usando este comando (como root):

dpkg -i --force-overwrite n900-i18n-pt-br_0.0.1-8_all.deb

Peço a ajuda de todos que forem usá-lo para, caso encontrem alguma mensagem estranha, sem sentido, errada ou que provoque dúvidas, avisem no fórum ou através de e-mail (n900 at aguilarj.com). É imprescindível que, ao relatar um erro, especifique claramente onde ele está, informando a frase rigorosamente igual a como aparece na tela e também o que fez para ela aparecer.

Lembrando que a tradução é apenas para programas nativos do N900! Programas de terceiros, como eCoach, Sleep Analyzer, Firefox, e etc. possuem uma tradução própria, e que o próprio autor deve fornecer o idioma.

Para remover o pacote basta ir no Gerenciador de Aplicativos que ele estará lá.

Repetindo: o pacote está nos repositórios, porém ainda não é instalável à partir de lá.

N900 no Brasil

Foi confirmado oficialmente quando e o valor do N900 aqui no Brasil: estará disponível à partir de agosto, e ao valor de R$1.999,00, em 12x sem juros, através da loja da Nokia.

Acredito que o valor vá surpreender muita gente, que estava esperando de R$2.500,00 pra cima!

O aparelho ainda não aparece na loja, em pré-venda.

Mas já prevejo muita confusão em relação ao sistema operacional, que obviamente será o Maemo (visto que o MeeGo ainda está em versão pré-alpha), mas muitos canais de comunicação estão dizendo que será com MeeGo.

É bom a Nokia correr atrás para corrigir a informação….apesar dela já ter feito isso quando fez o anúncio de que o aparelho sairia no Brasil.

A única pergunta que resta é: ele virá em português do Brasil?

N900: definitivamente não é um celular

Quando o N900 foi oficialmente lançado e chegou às mãos dos consumidores, várias reclamações surgiram: não tem aplicativo de rádio, não envia/recebe MMS, só funciona no modo paisagem, e por aí vai.

Mas uma característica do aparelho passou em branco.

Até não muito tempo atrás você comprava um celular como um pacote fechado: software + hardware era aquilo e pronto. Depois surgiram os smartphones, onde você instala novos programas. Mas havia ainda uma barreira a ser quebrada.

E o N900 faz isso: você não está mais preso ao sistema operacional colocado no aparelho.

Mas o que isso significa de verdade? Voltemos ao primeiro parágrafo.

Não é o aparelho que carece daquelas capacidades, mas sim o software que vem nele. Oras, se eu posso mudar o software, então aquilo não é mais um problema.

É como num computador. A maioria dos vendedores de hardware (computadores de mesa ou notebooks), os vendem com o Windows. Mas esse sistema operacional não agrada a todo mundo, e sequer consegue suprir as necessidades de todos (nenhum sistema consegue, para ser mais exato). Então o usuário vai e troca o sistema.

E com o N900 você faz isso! Claro que por enquanto apenas o Maemo roda 100%. Mas em breve teremos o MeeGo como opção, além do Android. E qualquer outro sistema operacional que tenha seu código fonte disponibilizado e alguém disposto a colocá-lo no aparelho.

E aí temos mais uma características do N900 para a qual é preciso tirar o chapéu para a Nokia: é virtualmente impossível você brickar o seu aparelho! O mais próximo que você pode chegar de transformá-lo num tijolo é jogá-lo na parede.

Deu algum problema no sistema operacional? Reinstale! Apareceu um novo e você quer experimentar? É só instalar! Não gostou? Volte ao anterior.

O único limite do N900 é definitivamente o que fazer com o seu hardware.

É uma pena apenas que a própria Nokia não tenha percebido isso no seu lançamento, e tenha perdido tempo com o N97. O N900 é um aparelho para geeks. Usuário comum sofrerá um bocado com ele. Mas com um pouco de visão era possível deixá-lo pronto para aquele que apenas quer um bom aparelho, sem ter que se embrenhar pelas suas entranhas.

Diz a empresa que o N900 é o passo 4 de 5. Acredito que seja mesmo! O passo 5 seria um software condizente com o poder do hardware do N900.