Arquivo por categoria aplicativos

Sintetizador de voz

Uma das coisas que o autor do post que comentei aqui escreveu é que queria ouvir o aparelho dizer o nome de quem está ligando. Isso realmente é interessante, por exemplo, quando você está dirigindo, ou com um fone de ouvido bluetooth longe do aparelho.

Mas para que incluir isso no firmware se é possível fazer com um programa relativamente simples? Sim….é possível!!

Infelizmente eu não tenho a capacidade técnica para tanto, pois seria necessário programar em C, coisa que eu não domino (mas que pretendo remediar algum dia).

Quer uma prova de que é relativamente simples (com os devidos conhecimentos, claro)??

Vamos lá!! A primeira coisa é ser apresentado às entranhas do GNU/Linux. Existe um serviço que sempre fica rodando, responsável pela troca de mensagens entre aplicativos. Ele se chama dbus. Os aplicativos costumam mandar mensagens pra ele, e ele dispara essas mensagens para aqueles que se cadastraram, basicamente falando.

Você pode ver isso funcionando de forma bem simples: entre via SSH no aparelho, e digite este comando: “dbus-monitor” (sem aspas). E agora comece a abrir aplicativos, faça uma chamada, envie um SMS….e verá um monte de informações aparecendo (por isso é ideal fazer via SSH….a tela do terminal no N900 é muito pequena para isso).

Então faça uma chamada para ele…e você verá que o número que está chamando vai aparecer ali!! Então basta o programa se cadastrar no dbus, esperar por aquela mensagem, pegar o número que está chamando, ir buscar nos contatos o nome, e pronunciá-lo!!

Hmmmm….pronunciá-lo? Como assim? É….existe um programa de sintetização de voz nos repositórios, prontinho para ser instalado! Procure lá pelo espeak. Ele é um programa que funciona apenas pela linha de comando. Depois de instalá-lo, você pode facilmente testá-lo, digitando isto no terminal (do próprio aparelho ou via SSH): “espeak -vpt ‘mas que baita aparelho eu tenho’” (sem as aspas duplas, mas COM as aspas simples).

Então bastaria que o programinha comentado acima executasse o espeak com o nome do contato que está chamando para que ele fosse sintetizado. Simples assim!

A opção “-vpt” indica ao programa para fazer a sintetização usando o português do Brasil. Para fazê-lo no português de Portugal, basta alterar o “pt” por “pt-pt”. Para ver todos idiomas disponíveis basta digitar este comando: “espeak –voices“….e para testar esses idiomas basta colocar o código (segunda coluna) logo depois do “-v”.

A frase a ser falada precisa estar dentro de aspas, sejam elas simples ou duplas.

Para mais informações sobre o espeak, basta visitar o site oficial.

Tags:

Lista de desejos

Foi publicado num blog um texto onde o autor enumera 35 (ou mais) coisas que ele gostaria de ver implementadas no próximo firmware do aparelho. Algumas coisas eu concordo, outras eu discordo, e mais algumas já é sabido que estarão presentes (talvez não no próximo firmware, mas em algum momento com certeza).

Vou comentar apenas alguns pontos, já que falar de todos deixaria o texto enorme.

Leia mais $raquo;

Personalizando (mais) o N900

Comentei aqui sobre as luzes de notificação, e uma forma acessá-las, só como brincadeira.

Mas existe uma outra forma de personalizá-las muito mais, trocando as cores dos avisos, colocando avisos diferentes para coisas diferentes (por exemplo deixar o azul para SMS’s recebidos, e vermelho para chamadas perdidas, assim como alterar o intervalo dos avisos, e por aí vai).

O “problema” é que para isso, por enquanto, é necessário mexer num arquivo do sistema. E esse arquivo, se mal alterado ou danificado pode deixar o aparelho morto, obrigando a reinstalar o firmware para que as coisas voltem ao que eram. Por isso deixo o aviso: não mexa nele se não souber exatamente o que está fazendo. E mais um aviso: caso resolva mexer nele, NÃO O FAÇA utilizando um computador e depois transferindo o arquivo de volta!

O motivo desse segundo aviso é que o arquivo é, na verdade, um arquivo-texto puro, que teoricamente poderia ser editado em qualquer editor de textos simples (como o Notepad do Windows). Só que o N900, por ser GNU/Linux, tem algumas diferenças em relação aos arquivos. A principal é o que determina o término de uma linha. No Windows isso é determinado por dois caracteres, chamados de LF (Line Feed, caractere de código 10) e CR (Carriage Return, código 13). Só que no GNU/Linux apenas o caractere LF é utilizado. Portanto, ao editar um arquivo do GNU/Linux no Windows, caracteres indevidos serão colocados nele, impedindo que seja lido/compreendido como se deve, e podendo gerar problemas inesperados.

O ideal é, ou editar no terminal do próprio aparelho, ou usar uma conexão SSH.

O arquivo que contém essas configurações fica em “/etc/mce“, e chama-se “mce.ini“. Qualquer um pode vê-lo, mas editá-lo apenas o root. Dentro dele há a explicação detalhada para cada uma das configurações.

No caso das luzes de notificação, deve-se procurar pela sessão intitulada LEDPatternLystiRX51. O “RX51″ é porque o N900 possui como código interno da Nokia esse valor (é possível ver isso na etiqueta que fica no aparelho, atrás da bateria).

Num próximo post tentarei explicar mais a fundo o que significa cada coisa nesse arquivo, assim que eu tiver um tempo para mexer nele e ver o que acontece!

fonte: Maemo.org

Tags: ,

SSH

No ambiente GNU/Linux o SSH é a forma mais completa, segura e eficiente de se conectar a outra máquina. Na prática, o SSH é um protocolo, não especificamente um programa. Ele significa “Secure SHell”, ou num português mais claro “linha de comando segura”.

Ao conectar via SSH no N900 você terá as mesmas coisas que tem ao abrir o terminal no próprio aparelho.

Para fazer isso são necessárias três coisas:

1) A instalação do servidor SSH, que não requer prática nem habilidade: basta acessar o gerenciador de aplicativos e mandar instalar!! Há mais de uma opção nos repositórios, mas como na essência todos são iguais, não faz lá muita diferença qual instalar (talvez só o espaço ocupado por cada um na memória). Eu tenho no meu o OpenSSH Client and Server, que na prática é composto por 3 pacotes: um com esse nome, o OpenSSH Client e o OpenSSH Server.

2) Colocar uma senha no N900!!! O SSH não permite uma conexão a um servidor que não esteja protegido por uma (afinal de contas, como manter a segurança de algo que não tem senha?). Para colocá-la abra o terminal no N900, entre no modo root, e digite este comando: “passwd” (sem as aspas). Ele vai pedir que você digite a senha, e depois a confirme.

CUIDADO: lembre-se muito bem dessa senha! Não há forma de recuperá-la depois, e eu acredito que reinstalar o firmware NÃO a fará sumir!

Observação importante: não coloque uma senha fraca! Lembre-se que, à partir do momento que o servidor SSH estiver instalado, e uma senha definida, QUALQUER pessoa que saiba o IP do N900 poderá se conectar a ele, e sabendo a senha, terá acesso total ao aparelho….estando a pessoa ao seu lado ou na China!

Essa senha só será necessária quando você se conectar remotamente ao aparelho. E pode ser trocada a qualquer momento, digitando o mesmo comando (passwd, como root).

3) Ter o aparelho conectado à internet (via 3G ou wi-fi) ou a uma rede local (via wi-fi).

No computador que será usado para acessar o N900 é necessário instalar um cliente. Aqueles que usam alguma distribuição Linux muito provavelmente já possuem um…basta ir pro terminal (no computador!!) e digitar “ssh root@<ip do N900>“. Para quem usa o Windows eu recomendo o PuTTY (é pequeno e gratuito). E quem usa MacOS, a Wikipedia recomenda o Fugu.

O nome do usuário sempre será “root”. Infelizmente, eu ainda não descobri como conectar com o usuário normal do N900 (leia aqui)….principalmente porque sempre usar o root é algo temerário! Qualquer comando errado, e posso destruir o sistema inteiro.

Uma boa fonte de informações sobre SSH é o este artigo, no Guia do Hardware. E algo mais avançado aqui, no mesmo site.

Tags:

Editando arquivos no terminal

O terminal num sistema GNU/Linux é extremamente poderoso. Em tese, não seria sequer necessário que existissem ambientes gráficos para que o sistema pudesse ser plenamente utilizado. Existem até navegadores totalmente texto para serem usados no terminal!

Mas ele também não é fácil de usar, e num primeiro contato assusta muito! O usuário fica pensando “o que eu estou fazendo aqui”…”e agora?”!

Infelizmente, para todos os que compraram o N900 e pretendem utilizá-lo a pleno vapor, em algum momento terão que colocar as mãos numa telinha do terminal. O real poder do aparelho só será conhecido (e utilizado) por lá.

Esta dica é para editar arquivos nele. Existem muitos editores disponíveis, mas dois são muito utilizados: o vi (lê-se vi-ai) e o nano. O primeiro já está pré-instalado, não sendo necessário fazer nada para utilizá-lo. Já o segundo precisa ser instalado, via linha de comando: “apt-get install nano” (sem as aspas, e como root).

Como o nano apresenta algumas opções no rodapé, não é necessário se aprofundar muito no seu uso, já que as opções estão ali, visuais, ao alcance de algumas poucas teclas.

Já o vi requer um conhecimento prévio, e tem uma curva de aprendizado alta (demora até aprender a usá-lo relativamente bem). Mas apesar disso, ele é extremamente poderoso, e praticamente onipresente em qualquer sistema GNU/Linux. Uma introdução aos seus comandos pode ser vista no Viva o Linux, e uma lista mais completa dos seus comandos e funções pode ser vista aqui.

Tags:

Alguns utilitários

Esta é uma pequena lista de alguns programinhas que estão nos repositórios atualmente, e que eu achei bem úteis:

- Bluetooth Dial-Up Networking: é o programa que faz o que foi comentado aqui. Permite utilizar o celular como modem através do bluetooth ao invés do cabo USB. Na verdade, não é instalado nenhum programa “visível” para o usuário. É apenas um script que é executado sempre que o aparelho é ligado. Ele fica no repositório extras-devel.

- Cellular Modem Activation/Deactivation UI: se você colocar o N900 no modo offline (ou modo vôo, como alguns dizem). toda e qualquer comunicação por rádio será desabilitada…isso inclui o wi-fi e o bluetooth! Com esse programinha, apenas a parte de telefonia é desligada. O programa é utilizado através do botão de liga/desliga. Este fica no repositório extras-testing.

- Flashlight: permite utilizar os LED’s do flash como lanterna. Não sei dizer até que ponto isso pode danificar os LED’s! Então é bom utilizá-lo com cautela. Para usá-lo, abra a lente da câmera, pressione a área de status (a região onde fica o relógio, indicador de bateria, etc.), e no menu que abrir aparecerá a opção pra lanterna. É encontrado no repositório extras-devel.

Todos os programas requerem a reinicialização do aparelho para serem ativados.

Para cadastrar novos repositórios, veja aqui.

Tags: , ,

Ovi Store – em breve no seu aparelho

A Nokia está cometendo um pecado terrível: não só lança aparelhos com problemas (que muitas vezes são resolvidos num firmware posterior), mas os lança sem que serviços anunciados estejam disponíveis.

A decepção do Ovi Maps é um exemplo. E a Ovi Store é outro! No N900 você tem um ícone que te leva pro site…mas o que aparece ao carregar a tela é o que está aí ao lado. O que é pior: ter uma “loja” com meia dúzia de opções ou abrir a loja só “mais tarde”?

De qualquer forma, apareceu no Maemo.org uma forma de acessar a loja, pelo menos por um tempo. Parece que foi apenas um teste. Era bem simples: bastava acessar através do aparelho o endereço “http://store.ovi.mobi”. Dessa forma eu consegui instalar 3 jogos: paciência, cubo e gamão. Na verdade não foi tão simples, pois o aparelho cadastrou automaticamente um novo repositório, e eu tive que partir pra linha de comando pra instalar os programas na prática.

Mas….ôpa!! Como assim os jogos tem link? E pra Ovi Store? Pois é!! Já apareceram algumas coisas ali, mas é necessário uma pequena, digamos, gambiarra: tem que estar logado na loja, e acessar este link. Isso vai fazer com que o aparelho padrão para aquele login seja o N900 (ele ainda não aparece para seleção). Portanto, os programas pra ele passarão a ser vistos. Mas ainda não é possível instalar!!

Eu tentei, pedindo pra enviar o link pro meu celular via SMS. A mensagem chegou, com o link, mas ao abrí-lo veio a mensagem de que a loja ainda não está disponível para o meu aparelho.

Espero que liberem logo, pois tem um joguinho que eu quero muito instalar: Airport Touch.

fonte: Maemo.org

Tags:

Sygic – programa de navegação

A Sygic, empresa que faz o programa de mesmo nome, para navegação, soltou um vídeo mostrando algumas funções do programa no N900.

Infelizmente, não é possível colocar o vídeo aqui…é necessário assistí-lo no YouTube mesmo….aqui.

Será que a Nokia vai continuar comendo bola, e não vai lançar uma nova versão do Ovi Maps que funcione direito?

Tags: ,

Firefox mobile a caminho

Segundo o blog V3.co.uk Labs, que conversou com o líder do projeto, Jay Sullivan, há a expectativa de lançar o navegador em algum momento da semana que vem. Ele já está na versão release candidate, que indica uma versão antes da final (apenas para aparar os últimos problemas).

Num primeiro momento ele será lançado apenas para o N900. Mas num futuro não muito distante, irá para outras plataformas também (para Windows Mobile no primeiro trimestre de 2010, e para o Android no meio do ano).

E por enquanto, a única forma de instalação será o download do aplicativo. Mas a Mozilla não se opõe a tê-lo pré-instalado nos aparelhos.

Ele contará com navegação por abas e suporte a plugins (no caso do Maemo, acredito eu que os mesmos plugins que hoje são encontrados para a versão GNU/Linux do Firefox).

Estou curioso para ver como ele se comportará….e também pra ver se vai conseguir superar o navegador nativo do N900, que até agora se mostrou impecável.

fonte: V3.co.uk Labs, via Terra

Tags: , ,

Problemas de memória no N900?

Sim!! Pode acontecer! Mas não é algo parecido ao que acontece em outros aparelhos. Não é exatamente falta de memória para rodar aplicativos, mas sim para instalá-los.

Mas como assim?? O aparelho não conta com 32GB de memória? Sim…e não.

No Windows, o “C:” é uma partição, o “D:” é outra, o “E:” outra…e assim vai (eu sei que pode não ser exatamente assim, mas para a esmagadora maioria dos usuários é). Pois os sistemas GNU/Linux não contam com partições! Apenas diretórios…e você “monta” a partição num diretório.

O aparelho conta, na verdade, com 4 partições: a raiz (com 256MB), a “/home” (com 2GB), a “/home/user/MyDocs” (com 27GB) e a “/media/mmc1″ (que é o cartão de memória).

E esse sistema de arquivos provoca alguns problemas…por exemplo, os programas só podem ser instalados (por enquanto, quem sabe não mudam isso) na raiz ou na “/home”. Percebeu o problema? Pode chegar um momento em que mais nada poderá ser instalado no aparelho por falta de espaço, já que temos um limite de 2.25GB!

Alguns usuários já estão com um problema derivado disso…e que eu passei ontem. Muitos programas dos repositórios de teste e desenvolvimento são instalados na raiz. E ela é pequena! Resultado? Lotou!! Sem contar um outro bug, já conhecido, que faz com que arquivos desnecessários não sejam apagados dela…só uma reinicialização do aparelho resolve.

Também não adianta tentar reparticionar para aumentar o tamanho da raiz, pois ela fica numa memória separada da principal (é outro chip).

Eu não acredito que alguém vá encher tão rapidamente o aparelho de programas, e que muito menos vá utilizar todos os que instalar! A única coisa que deve ser verificada é se o pacote que se está instalando está otimizado para o N900, de forma a que ele não seja instalado na raiz (que é o padrão), mas sim na “/home”. Essa “otimização” nada mais é do que um empacotamento especial do programa….não é recompilação nem nada disso.

A única forma segura de ter certeza que foi otimizado é instalar programas apenas dos repositórios oficiais (nada dos repositórios de teste ou desenvolvimento). E tampouco instalar programas diretamente pelo terminal.

Claro que há outras formas de contornar o problema e colocar os programas onde você bem entender….mas há poréns, como o sistema de arquivos utilizado (a partição grandona, de 27GB, é uma partição VFAT, mais lenta que as partições nativas do aparelho)…além de serem coisas mais avançadas, onde o usuário estará sujeito a fazer grandes besteiras.

Tags: